segunda-feira, 2 de março de 2009

Pelo direito de sonhar

Andei conversando com duas leitoras amigas no MSN esses dias e fiquei tão passada com o que rolou no papo que resolvi dividir com vocês. São duas meninas superinteligentes, descoladas e tal. Uma quer ser atriz e a outra, jornalista, como eu. Só que, durante a nossa conversa, as duas deram a entender que estavam meio inseguras e que não se sentiam boas o suficiente para correrem atrás desses sonhos. Por isso, talvez fizessem outra coisa qualquer da vida. Isso me fez ter uma vontade imensa de ir até lá, para tentar convencê-las de que TUDO é possível. Sim, é assim mesmo que eu penso. E gostaria muito que os jovens entrassem nessa onda, de verdade. Não só na hora de escolher a profissão, mas também de lutar por coisas grandes, como um mundo melhor. Enquanto a gente continuar acreditando que não somos inteligentes o suficiente, enquanto não pudermos confiar no nosso potencial, continuaremos nos contentando com pouco, com o ruim, com o que é “normal”. Mas se a vida não for uma oportunidade de lutar para obter o que realmente desejamos – e certamente merecemos – então, de que ela vale?
Monteiro Lobato, escritor brasileiro, usou uma frase que eu levo muito a sério: “Loucura? Sonho? Tudo é loucura ou sonho no começo. Nada do que o homem fez no mundo teve início de outra maneira -- mas já tantos sonhos se realizaram que não temos o direito de duvidar de nenhum”. Eu concordo plenamente com essa história de que temos de levar nossos planos adiante, por mais que os outros - e até uma partezinha dentro de nós mesmas – tentem nos convencer do contrário. Se não dá para acreditar num futuro melhor e mais feliz, do jeitinho que a gente gostaria que fosse, então o presente vai se transformar sempre numa experiência chata, sem graça.
Eu não poderia contar nos dedos o número de pessoas mais velhas que eu conheço e que caíram nessa besteira de achar que não deviam desejar certas coisas, porque não mereciam ou não seriam capazes de lutar por elas. Aí, escolheram uma profissão que nem curtem tanto, entraram num relacionamento mais ou menos - só para não ficar sozinhos -, adiaram para sempre o objetivo de fazer aquela viagem internacional que sempre quiseram, entre outras burradas. E hoje eles são os adultos frustrados que querem convencer a galera mais jovem a fazer o que parece mais certo, possível, “normal”. Agora, quer saber de uma coisa? Eu acho que o mundo só virou esse lugar meio triste de viver por causa dessa gente que desistiu de sonhar sonhos grandes, sonhos loucos, desses difíceis de realizar. Mas pense bem: não é muito mais divertido fazer o impossível? Então, pergunte a você mesma: quais são os seus planos que andam esquecidos numa gaveta qualquer, porque falta coragem de correr atrás deles? Que tal botar isso pra fora, fazer o que estiver ao seu alcance para realizar e, finalmente, ser feliz de verdade? Comece com coisas pequenas e vai perceber que, a cada desafio vencido, conseguirá chegar mais longe. É simples: basta seguir os seus sonhos. Os SEUS, tá?
Ah, e da próxima vez que alguém tentar convencê-la de que a vida só vai piorar e que o futuro não existe, em vez de se preocupar com o que vai acontecer depois, pergunte-se: “O que eu posso fazer agora?”. Cada um de nós pode fazer muito mais do que imagina, pelo nosso próprio futuro e de todas as outras pessoas que são os nossos vizinhos aqui no Planeta Terra. Só é preciso um tiquinho de coragem para dar o primeiro passo. Bons sonhos pra você!

7 comentários:

Pablo Assolini disse...

Simplesmente amei o texto!!!! Realmente, precisamos acreditar mais em nosso potencial, sonhar, sonhar coisas mais realistas e outras mais malucas!!! É o combustível da vida, sonhar para mudar a realidade. Porque se for pra não mudar nada, qual a finalidade de exisitr? De simplesmente fazer parte? Não!!! Precisamos ser protagonistas da nossa própria história, ajudar a construí-la, reformá-la, derrubá-la e construí-la novamente, de uma outra maneira, se necessário, mas jamais desistir!!!

dreamsaboutme disse...

Seu texto é maravilhoso justamente por falar de um assunto recorrente em minha vida, o ato de sonhar. Acredito que se eu não fosse tão decidida em vivê-los, seria muto difícil acreditar em mim mesma. Tenhamos todos fé em nossos sonhos e projetos, ainda que eles mudem.
Um beijão e parabéns pela bela escrita;)
ps:Sou fã da Atrevida desde a primeira capa com a Daniela Mercury, se não me engano!!!!!

André Junior disse...

Rita esse texto realmente expressa tudo! Não podemos deixar os sonhos morrerem dentro de nós, pois sem eles a vida perde a graça, fica sem sentido, pois os sonhos são o combustível para que nos possamos chegar até o momento de realizá-los!
No segundo semestre deste ano eu também vou realizar o meu grande sonho que é fazer a faculdade de direito, eu quis esperar até ter a certeza de que era realmente isso que eu queria, e até agora não estou nem um pouco arrependido, pois é um sonho pra mim realizá-lo, demorei mais fiz a escolha certa!
Visitem também o meu blog: http://meunomenaoejunior.blogspot.com/
Beijos e parabéns pelo blog!

Bruna disse...

Assim, quando li na Atrevida, achei muito bacana e fiquei pensando sobre ele.
e um dia, quando tava conversando com uma garota que estuda comigo, ela me falou que nem tava mais interessada em estudar, e ia largar tudo. e na hora me veio o texto na cabeça. e comecei a convence-la de que ela deveria continuar a estudar. e disse que ela deveria seguir os sonhos dela. ela fico muito emocionada e eu também. por isso eu to aqui pra agradecer pelos belos textos que nos fazem refletir mesmo, que nos fazem pensar melhor em tudo!
Parabéns pelo seu trabalho *-*

Júlia disse...

O texto é muito bom, muito bom mesmo. Logo que começei a lerlembrei de uma parte de mim que estava sendo esquecida pois a outra parte que estrava desistindo do meu sonho de ser atriz estava tomando conta de tudo.
Quando eu acabei de ler debati comigo mesma e vi que realmente tudo é possivel, eu sai do meu quarto pulando e fui falar cdom a minha mae, toda feliz, pois a minha razao de viver havia voltado pra mim.
Obrigada por voce colocar isso pra gente, parabens pelo que voce faz!
*_*

Mikaele Tavares disse...

O texto é ótimo!!
Pura verdade,sempre acreditei na frase: Irão me perguntar se não tenho medo de sonhar tão alto e eu responderei: E, daí? Não tenho medo da queda!
Pois é, sou uma eterna sonhadora. No momento, faço faculdade de Engenharia de Materiais,mas pretendo ser uma escritora conhecida, tenho um livro já escrito e poesias que escrevo, já estou começando a escrever outro livro. Mas, me responde uma coisa: o que faz para não perder a inspiração? (Eu sei que cada um tem seu segredo e não pode servir para outra pessoa).
Valeu!
Parabéns pelo blog..
Se puder..dê uma passadinha no meu!
Bjss

marina disse...

Puxa! Sem palavras para esse seu texto..!! É incrivel tudo isso que você disse! Se as pessoas agissem assim, tivessem a atitude de lugar pelo que querem de correr atraz. Isso, essa força é o que eu mais adimiro. Todos tinham que lutar pelo que querem pelos sonho, e sté mesmo por um mundo melhor!! Se as pessoas tivessem consciencia de quanto isso é bacana, importante...